Clínica internacional de Vilamoura
Clínica internacional de Vilamoura

Prevenção da saúde oral

April 26, 2019

Prevenção da saúde oral

Os primeiros cuidados durante a infância são essenciais para uma boa saúde oral ao longo da vida. Na idade adulta, é preciso manter as boas práticas, como escovar os dentes pelo menos duas vezes ao dia e o uso diário de fio dental e/ou escovilhão
Prevenção da saúde oral

As doenças orais, como a cárie dentária e as doenças periodontais (das gengivas), são um sério problema de saúde pública, por afetarem uma grande parte da população e influenciarem os seus níveis de saúde, bem-estar e qualidade de vida. Segundo a Médica Dentista Maria Duesmann, a prevenção é muito importante na primeira infância (dentição de leite). Como tal, a especialista do Hospital de Loulé aconselha que os pais levem os filhos ao Dentista logo desde a erupção do primeiro dente, seguida de visitas regulares, de preferência de 6 em 6 meses.

A partir do aparecimento dos primeiros dentes, a criança deverá iniciar a escovagem pelo menos duas vezes ao dia e utilizar o fio dental à noite (feito pelos pais). Nas crianças mais pequenas, que ainda não dominam uma escovagem correta, um dos pais deveria sempre fazer uma revisão ou segunda escovagem, para complementar a higienização em áreas que foram “esquecidas” ou não alcançadas.

De acordo com Maria Duesmann, a alimentação também é muito importante: devem evitar-se não só os doces, como também alimentos que contenham o “açúcar escondido”, como o pão, as massas, os iogurtes e os sumos naturais, sem adição de açúcar, que também com o uso frequente e sem higienização oral adequada, podem provocar cáries.

Se nos mais novos as cáries são a grande preocupação, nos mais velhos, a gengivite e a periodontite são as doenças mais frequentes. A principal causa para a doença periodontal é a acumulação de placa bacteriana que se deposita em redor dos dentes e gengivas, prejudicando os tecidos de suporte dentário (gengiva e osso maxilar). A periodontite pode, primeiramente, apresentar-se e evoluir de maneira silenciosa, sem dores, sendo um dos primeiros sinais, sangramento gengival, mobilidade dentária e/ou mau hálito. Se não for tratada, esta doença poderá originar a perda dentária, razão pela qual é muito importante consultar regularmente um especialista e não apenas quando houver sinais de dores. Já a gengivite costuma ser uma situação mais aguda, correspondendo à inflamação superficial da gengiva, que também se manifesta através do sangramento ao mastigar ou escovar os dentes.

SCHEDULE AN APPOITMENT

It's fast and easy

pre-reserve an appointment